Copérnico       Vida e Obras de Nicolau Copérnico       Copérnico
Apresentação
Astronomia

No período em que esteve na Universidade de Cracóvia, Copérnico teve seus primeiros contatos com a astronomia. Alberto de Brudzewo, astrônomo que escreveu a obra "Commentariolum super theoricas novas planetarum Georgii Peurbachii per magistrum Albertum de Brudzewo" [Breve comentário sobre as novas teorias de Georgii Peurbachii acerca dos planetas], lecionava filosofia na Universidade de Cracóvia, e acredita-se que possa ter ministrado aulas particulares sobre astronomia para Copérnico.

Alguns anos depois, em Bolonha, Copérnico foi ajudante e colaborador do astrônomo Domênico Maria de Novaro. Somos levados a crer que nessa época Copérnico já conhecia as teorias medievais e antigas sobre astronomia.

Foi após regressar da Itália que Copérnico começou a elaborar sua principal obra sobre astronomia, o "De Revolutionibus". Na carta-prefácio do "De Revolutionibus", Copérnico declara que manteve sua obra secreta "não apenas 9 anos, mas quatro períodos de 9 anos". Isso indica que ele iniciou sua obra em 1506. E que talvez seu "Commentariolus" tenha sido um primeiro esboço de sua obra.

Existem relatos sobre Copérnico ter montado um pequeno observatório, em Frauenburg. Mas a visão de Copérnico como sendo um grande observador é completamente equivocada. Copérnico incluiu em seu "De Revolutionibus" 27 observações de pouca relevância. Copérnico poderia ter formulado sua teoria sem nunca ter observado o céu, pelo fato de que sua obra, entre outros pontos, permitiu uma reinterpretação dos dados, sem que fossem necessárias novas observações para sustentar o modelo apresentado.

Frauenburg
Torre Copénico, em Frauenburg

- Commentariolus - De Revolutionibus -
Astronomia
    o Commentariolus
    o De Revolutionibus
Outras Obras
    o Grego
    o Economia
    o Medicina
Links
Bibliografia